Romances de época, históricos ou clássicos?

Imagem: Jess Bailey/Pixabay

É comum que nos deparemos com vários subgêneros na hora de procurar um livro para ler. Dentre os gêneros mais comuns de romance, fantasia, ficção científica, suspense e vários outros, cada um deles têm uma variedade de subgêneros específicos. E isso é muito necessário, por quê como vamos colocar tantos livros dentro de uma única categoria?

De acordo com a associação Romance Writers of America, “todos os romances que têm uma história de amor central e um final emocionalmente satisfatório. Além disso, um romance pode ter qualquer tom ou estilo, ser definido em qualquer lugar ou tempo, e ter diferentes níveis de sensualidade indo desde doce a extremamente quente” – e quantos livros que nos deparamos por aí se encaixa nisso? Tenho certeza que você pensou em vários. Mas não podemos, por exemplo, colocar Orgulho e Preconceito na mesma caixinha de A Culpa é das Estrelas. Por isso eu trago no post de hoje as três classificações de romance que provavelmente já te confundiu em algum momento. Afinal, qual a diferença entre um romance de época, um romance histórico e um romance clássico?

Romance histórico

Por definição, os romances históricos são aqueles ambientados em um período anterior a 1950, onde os personagens são inseridos em algum momento particular da História que realmente aconteceu e usando fatos reais como pano de fundo para construir suas tramas. Toda a composição de personagens, enredo e cenário são pensados de acordo com fatos documentados e pode haver uma mescla entre figuras reais e ficcionais em uma trama imaginária que resgata hábitos, linguagens e estruturas político-sociais, econômicas e culturais de determinado período. Eles, basicamente, focam em fatos históricos, enquanto constrói um romance ficcional em paralelo. Outlander – A Viajante do Tempo, de Diana Gabaldon, Um Amor Perdido, de Alyson Richman, e A Casa das Orquídeas, de Lucinda Riley, são exemplos famosos de romances históricos.

Romance de época

Muitas vezes confundidos com romances históricos, os romances de época são obras de ficção que se passam em períodos anteriores ao que vivemos. Há um enfoque em costumes e como isso influencia o romance, mas não se atém a fatos verídicos documentados – muitos nem mesmo se prendem a uma determinada data ou evento. Normalmente é um romance levinho que tem como pano de fundo costumes como roupa, títulos e etiquetas de uma determinada época para o desenvolvimento dele. Os livros de Julia Quinn talvez sejam o exemplo atual mais famoso, mas existem várias autoras que também escrevem sobre romance de época, como Tessa Dare, Sarah MacLean; aqui no Brasil, Carina Rissi, Babi A Sette e Lucy Vargas, autoras com ótimos livros do gênero.

Romance clássico

São romances contemporâneos às épocas em que eles se passam. Hoje em dia diríamos que são livros antigos que são famosos até hoje – aqueles que falam sobre um período da história e foi escrito durante esse período. Tenho certeza que você consegue pensar em ao menos alguns autores clássicos. As irmãs Brontë – Anne, Emily e Charlotte – que escreveram, respectivamente, os romances A Senhora de Wildfell Hall, O Morros dos Ventos Uivantes e Jane Eyre. Também não posso deixar de citar Jane Austen, com seus romances como Orgulho e Preconceito, Razão e Sensibilidade e Emma, que ultrapassaram gerações e até hoje mantêm seu impacto.

Um comentário em “Romances de época, históricos ou clássicos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s