Romances de época, históricos ou clássicos?

Romances de época, históricos ou clássicos?

Imagem: Jess Bailey/Pixabay

É comum que nos deparemos com vários subgêneros na hora de procurar um livro para ler. Dentre os gêneros mais comuns de romance, fantasia, ficção científica, suspense e vários outros, cada um deles têm uma variedade de subgêneros específicos. E isso é muito necessário, por quê como vamos colocar tantos livros dentro de uma única categoria?

Continue lendo “Romances de época, históricos ou clássicos?”

Filmes leves para ver em dias pesados

Filmes leves para ver em dias pesados

Imagem | Reprodução

Tem dias que a gente já amanhece cansado. Claro,  não dá pra ficarmos bem 100% do tempo, mas não deixam de ser muito ruins aqueles momentos em que do nada bate um mau-humor, um tédio da rotina, uma leve sensação de ‘nossa, preciso parar um bocadinho e respirar’. Querendo ou não, eles vão aparecer e pentelhar a gente e ameaçar o cronograma que montamos pra semana toda: somos humanos, e estamos sujeitos a isso. Enfim.

Continue lendo “Filmes leves para ver em dias pesados”

Nosso play de fevereiro

Nosso play de fevereiro

Imagem: Mohammad Metri/Unsplash

Não tem como pensar em fevereiro sem pensar em Carnaval, não é mesmo? Blocos, festas, fantasias, desfiles e toda aquela energia e animação de um bando de gente junta. Mas como, hoje, vivemos uma realidade muito atípica dos nossos tradicionais feriados, não tivemos muita Ivete, Léo Santana, Bell Marques, Daniella Mercury, Chiclete, Saulo e por aí vai. Pelo contrário, nossos streamings de música seguiram uma vibe bem diferente e claro, queremos dividir com vocês o que mais esteve presente em nosso repeat ao longo do mês.

Continue lendo “Nosso play de fevereiro”

Veganismo popular: uma transição mais acessível

Veganismo popular: uma transição mais acessível

Imagem: Robert Bye | Unsplash

Se você é vegetariano, vegano ou está no caminho para deixar de consumir carne e outros alimentos de origem animal, provavelmente já ouviu de alguém (além dos clássicos “Mas e as proteínas?” ou “Ah, pronto.Agora vai viver de alface, é?”) que esse é um estilo de vida caríssimo, coisa de rico, ou muito difícil de manter. E, convenhamos: não dá pra sempre culpar essas pessoas, já que entrar no mercado e ver um litro de leite de amêndoas custando R$11,00 ou uma caixinha dos tais ‘hambúrgueres vegetais’ (isso quando a gente acha,né?) custando, em média, uns R$12,00, e que vem em pouquíssima quantidade. 

Continue lendo “Veganismo popular: uma transição mais acessível”

Bordado e costura unindo gerações

Bordado e costura unindo gerações

Imagem: Arquivo Pessoal/Vitória Fantuzzi

Quando penso em bordado, automaticamente, vem à mente imagens de senhorinhas em seus cabelos grisalhos, mãos enrugadas e dedos tão calejados que nem sentem as picadas das agulhas enquanto costuram. Contudo, essa não é mais a realidade plena do universo das linhas e tecidos. Cada vez mais, somos apresentados a mulheres jovens, entre seus vinte e trinta anos, que encontram no bordado e na costura um novo jeito de se conectar com o mundo. 

Continue lendo “Bordado e costura unindo gerações”

Dica de Leitura: série Castles Ever After, de Tessa Dare

Dica de Leitura: série Castles Ever After, de Tessa Dare

Imagem: Entre Livros e Personagens

Como já está virando costume nas minhas Dicas de Leitura, trago aqui mais um romance de época. O que posso dizer? Não consigo resistir a um bom clichê de um libertino que não queria se casar e uma mocinha à frente de seu tempo! E quando eu descobri os livros de Tessa Dare, ao pesquisar vários romances de época, eu sabia que precisava escrever sobre eles aqui no blog. E se você a conhecia por sua outra série de livros, Spindle Cove, peço paciência que em breve falarei dela aqui. Por enquanto, vamos a Castles Ever After, que entrou na minha lista de favoritos! A melhor parte? Ela não se ateve completamente à fórmula do libertino convertido, como é de praxe no gênero!

Continue lendo “Dica de Leitura: série Castles Ever After, de Tessa Dare”

Mulheres e Meninas na Ciência

Mulheres e Meninas na Ciência

Você provavelmente já ouviu falar de Marie Curie, a primeira mulher a ganhar um prêmio Nobel da física, e também a primeira a ganhar dois deles em duas áreas diferentes: física e química. Possivelmente, também já ouviu falar em Ada Lovelace, a primeira programadora do sexo feminino, que desenvolveu o primeiro algoritmo, responsável pelo desenvolvimento de boa parte da tecnologia que temos hoje. No dia 11 de fevereiro é comemorado o Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência e, além dessas duas mais famosas, de quantas outras você sabe algo a respeito? Quantas brasileiras você pode citar que foram, de alguma forma, importantes para o desenvolvimento científico do país? A verdade é que a mulher não ganhou visibilidade no âmbito da ciência quando Marie ganhou dois Nóbeis. Essa invisibilidade continua bem presente e, todos os dias, impede mulheres de obterem o reconhecimento por seus trabalhos.

Continue lendo “Mulheres e Meninas na Ciência”

Os melhores episódios de Supernatural – parte 1

Os melhores episódios de Supernatural – parte 1

Com 327 episódios divididos em 15 temporadas, Supernatural se tornou um marco. Criada por Eric Kripke e produzida pela Warner Bros Television, a série de fantasia e terror estreou em setembro de 2005 e rapidamente se tornou o maior programa da The CW. Jensen Ackles e Jared Padalecki interpretam os irmãos Dean e Sam Winchester como caçadores de monstros sobrenaturais. Com 15 temporadas cheias de altos e baixos, episódios épicos e alguns que só vemos para continuar com a história, fica difícil para quem gosta de rever escolher por qual passar. Então estou aproveitando que comecei recentemente mais uma maratona de Supernatural – e desta vez anotando meus episódios favoritos – e trago aqui uma lista daqueles que valem a pena rever. Mas como são muitas temporadas com muitos episódios, farei mais de uma lista. Esta aqui engloba da primeira à quinta temporada.

Continue lendo “Os melhores episódios de Supernatural – parte 1”

Jesy Nelson, Odd One Out: até onde vai o limite entre crítica e cyberbullying?

Jesy Nelson, Odd One Out: até onde vai o limite entre crítica e cyberbullying?

Imagem: Getty | Creative Commons

No dia 14 de dezembro de 2020, a cantora Jesy Nelson anunciou sua saída do Little Mix, band integrou desde os primórdios da formação, lá no The X Factor UK. 

Sim, de fato, nem todas as bandas  começam e vão com os mesmos integrantes até o final. Seja por conta de diferenças criativas, brigas internas ou embates com a gravadora, isso é até uma coisa bem comum no cenário musical desde…sempre. O problema aqui é que essas foram as últimas das razões para Jesy deixar a girlband.

Continue lendo “Jesy Nelson, Odd One Out: até onde vai o limite entre crítica e cyberbullying?”